Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico

TESTES - Óptica [74]
TESTES - Óptica [74]

ÓPTICA / COM GABARITO

Professor David

 

 

Dioptro Plano

01) (Ufg-GO) Um ponto luminoso, encontra-se imerso na água em uma piscina totalmente limpa, quando visto por um observador que esteja fora da piscina (no ar) e que olha com uma inclinação de 45o em relação ao eixo normal da superfície da água, é CORRETO afirmar que

a) o ponto luminoso parecerá mais afastado da superfície da água do que realmente está.

b) o ponto luminoso parecerá mais próximo da superfície da água do que realmente está.

c) o fato de a luz estar mudando de meio não interfere na percepção visual do observador.

d) a luz não irá conseguir passar da água para o ar.

e) o ponto luminoso não será percebido pelo observador.

 

02) (UFC-CE) Uma folha de papel, com um texto impresso, está protegida por uma espessa placa de vidro.

O índice de refração do ar é 1,0 e o do vidro 1,5. Se a placa tiver 3 cm de espessura, a distância do topo da placa à imagem de uma letra do texto, quando observada na vertical, é:

a) 1 cm

b) 2 cm

c) 3 cm

d) 4 cm

e) 5 cm

 

03) (UFMG-MG) Qual a alternativa que melhor explica porque a profundidade aparente de uma piscina é menor do que a real?

a) A luz refletida na superfície da água é perturbada pela luz refletida pelo fundo da piscina

b) A luz refletida pela superfície da água sofre refração no ar.

c) A luz refletida pelo fundo da piscina sofre reflexão total na superfície da água.

d) A luz refletida pelo fundo da piscina sofre refração ao passar da água para o ar.

e) A luz é refratada ao passar do ar para a água.

 

04) (MACKENZIE-SP) De acordo com o desenho a seguir, consideremos para um determinado instante a seguinte situação:

 

Admitindo-se que:

1) A seja uma andorinha que se encontra a 10m da superfície livre do líquido;

2) P seja um peixe que se encontra a uma profundidade h da superfície S;

3) n = 1,3 seja o índice de refração absoluto da água.

 

Podemos afirmar que:

a) o peixe verá a andorinha só se estiver a 10m de profundidade;

b) o peixe verá a andorinha a uma altura aparente de 5,0m;

c) o peixe verá a andorinha a uma altura aparente de 13m acima da superfície da água;

d) o peixe não verá a andorinha, pois a luz não se propaga de um meio mais refringente para outro de menor

refringência

e) o peixe verá a andorinha a uma altura aparente de 26m

 

05) (FUVEST-SP) Um pássaro sobrevoa em linha reta e a baixa altitude uma piscina em cujo fundo se encontra uma pedra.

Podemos afirmar que:

a) com a piscina cheia o pássaro poderá ver a pedra durante um intervalo de tempo maior do que se a piscina estivesse vazia;

b) com a piscina cheia ou vazia o pássaro poderá ver a pedra durante o mesmo intervalo de tempo;

c) o pássaro somente poderá ver a pedra enquanto estiver voando sobre a superfície da água;

d) o pássaro, ao passar sobre a piscina, verá a pedra numa posição mais profunda do que aquela em que ela realmente se encontra;

e) o pássaro nunca poderá ver a pedra.

 

06) (UNIFESP-SP) Na figura, P representa um peixinho no interior de um aquário a 13 cm de profundidade em relação à superfície da água. Um garoto vê esse peixinho através da superfície livre do aquário, olhando de duas posições O1 e O2.

 

Sendo na água =1,3 o índice de refração da água e dar =1,0 o índice de refração do ar, pode-se afirmar que o garoto vê o peixinho a uma profundidade de:

a) 10 cm, de ambas as posições

b) 17 cm, de ambas as posições

c) 10 cm em O1 e 17 cm em O2

d) 10 cm em O1 e a uma profundidade maior que 10 cm em O2

e) 10cm em O1 e a uma profundidade menor que 10cm em O2

 

07) (ITA-SP) Um pescador deixa cair uma lanterna acesa em um lago a 10.0m de profundidade.

 

No fundo do lago, a lanterna emite um feixe luminoso formando um pequeno ângulo q com a vertical. Considere o índice de refração da água como 1,33 e determine a profundidade aparente h vista pelo pescador.

a) 2,5 m

b) 5,0 m

c) 7,5 m

d) 8,0 m

e) 9,0 m

 

08) (UFU-MG) A profundidade de uma piscina é tal que sua parede, revestida com azulejos quadrados de 12 cm de lado, contém 12 azulejos justapostos verticalmente.

Um banhista, na borda da piscina, cheia de água (nágua=4/3), olhando quase perpendicularmente, verá a parede da piscina formada por:

a) 12 azulejos de 9cm de lado vertical

b) 9 azulejos de 16cm de lado vertical

c) 16 azulejos de 9cm de lado vertical

d) 12 azulejos de 12cm de lado vertical

e) 9 azulejos de 12cm de lado vertical

 

09) (FUVEST-SP) Certa máquina fotográfica é fixada a uma distância Do da superfície de uma mesa, montada de tal forma a fotografar, com nitidez, um desenho em uma folha de papel que está sobre a mesa.

 

Desejando manter a folha esticada, é colocada uma placa de vidro, com 5 cm de espessura,  sobre a mesma.. Nessa nova situação, pode-se fazer com que a fotografia continue igualmente nítida

a) aumentando Do de menos de 5 cm

b) aumentando Do de mais de 5 cm

c) reduzindo Do de menos de 5 cm

d) reduzindo Do de 5 cm

e) reduzindo Do de mais de 5 cm.

 

10) (UFRN-RN) Um observador, quando colocado numa posição adequada, pode ver o canto do recipiente como representado na figura abaixo.

 

Enchendo o recipiente com um líquido, o observador passa a ver a moeda que está colocada no centro. Qual o índice de refração do líquido?

Dados: sen45o = √2 / 2; índice de refração do ar = 1,0)

a) 1,0

b) √1,5

c) √2

d) √2,5

e) √3,0

 

11) (UNIMAR-SP) Um observador deseja saber qual a profundidade  em que se encontra um peixe flutuando na água de um tanque. Sabe-se que esse observador  está olhando exatamente na posição vertical, que o índice de refração da água é 1,33, e que a distância aparente é de 3 metros.

Dentre as alternativas a seguir, assinale a correta:

a) a distância real é menor que a distância aparente e vale 2,25 metros;

b) a distância real é maior e a distância aparente e vale 4,0 metros

c) a distância real é menor que a distância aparente e vale 2,5m;

d) a distância real é maior que a distância aparente e vale 2,5m

e) a distância real é maior que a distância aparente e vale 4,0m

 

12) (UFSCAR)  Um canhão de luz foi montado no fundo de um laguinho artificial. Quando o lago se encontra vazio, o feixe produzido corresponde ao representado na figura.

Quando cheio de água, uma vez que o índice de refração da luz na água é maior que no ar, o esquema que melhor representa o caminho a ser seguido pelo feixe de luz é

 

 

13) (UNIRIO-RJ) Um cão está diante de uma mesa, observando um peixinho dentro do aquário, conforme representado na figura. Ao mesmo tempo, o peixinho também observa o cão. Em relação à parede P do aquário e às distâncias reais, podemos afirmar que as imagens observadas por cada um dos animais obedecem às seguintes relações:

a) O cão observa o olho do peixinho mais próximo da parede P, enquanto o peixinho observa o olho do cão mais distante do aquário.

b) O cão observa o olho do peixinho mais distante da parede P, enquanto o peixinho observa o olho do cão mais próximo do aquário.

c) O cão observa o olho do peixinho mais próximo da parede P, enquanto o peixinho observa o olho do cão mais próximo do aquário.

d) O cão observa o olho do peixinho mais distante da parede P, enquanto o peixinho observa o olho do cão também mais distante do aquário.

e) O cão e o peixinho observam o olho um do outro, em relação à parede P, em distâncias iguais às distâncias reais que eles ocupam na figura.

 

14 ) (UDESC-SC) Um bastão é colocado sequencialmente em três recipientes com líquidos diferentes. Olhando-se o bastão através de cada recipiente, observam-se as imagens I, II e III, conforme ilustração a seguir, pois os líquidos são transparentes.

 

Sendo nar, nI, nII e nIII os índices de refração do ar, do líquido em I, do líquido em II e do líquido em III, respectivamente, a relação que está correta é

a) nar < nI < nII

b) nII < nar < nIII

c) nI > nII > nIII

d) nIII > nII > nI

e) nIII < nI < nII

 

15) (ENEM-MEC) Alguns povos indígenas ainda preservam suas tradições realizando a pesca com lanças, demonstrando uma notável habilidade. Para fisgar um peixe em um lago com águas tranquilas o índio deve mirar abaixo da posição em que enxerga o peixe, Ele deve proceder dessa forma porque os raios de luz:

 

a) refletidos pelo peixe não descrevem uma trajetória retilínea no interior da água.

b) emitidos pelos olhos do índio desviam sua trajetória quando passam do ar para a água.

c) espalhados pelo peixe são refletidos pela superfície da água.

d) emitidos pelos olhos são espalhados pela superfície da água.

e) refletidos pelo peixe desviam sua trajetória quando passam da água para o ar.

 

16) (FUVEST-SP) uma folha de papel num plano horizontal, está desenhado um círculo de centro C. Sobre a folha é colocada uma placa grossa de vidro, cobrindo metade do círculo. A figura a seguir mostra uma pessoa olhando para o círculo, com seu olho no eixo vertical OC.

A alternativa que melhor representa o que a pessoa enxerga é:

 

 

 

GABARITO:  01B – 02B – 03D – 04C – 05A – 06E – 07C – 08A – 09A – 10D – 11E – 12A – 13B – 14E – 15E -16D – 17 – 18 – 19– 20 – 21 – 22 – 23 – 24 – 25 – 26  – 27 – 28 – 29 – 30 – 31 – 32 – 33 – 34 – 35 – 36 – 37 – 38 – 39 – 40 – 42 – 42 – 43 – 44 – 45 – 46 – 47 – 48 – 49 – 50 - 51 – 42 – 52 – 54 – 55 – 56 – 57 – 58 – 59 – 60 – 61 – 62 – 63 – 64 – 65 – 66 – 67.

000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

01) (UFPR 2009) Na década de 80 do século passado, foi inaugurado o primeiro cabo submarino feito de fibra ótica. Atualmente todos os continentes da Terra já estão conectados por cabos submarinos feitos dessa fibra. Na comunicação por fibra ótica, o sinal se propaga obedecendo a um importante fenômeno da ótica geométrica. Assinale a alternativa que apresenta esse fenômeno.

A) Refração.

B) Reflexão interna total.

C) Dispersão

D) Reflexão difusa.

E) Absorção.

 

02) (FUVEST) Um prisma triangular desvia um feixe de luz verde de um ângulo θA, em relação à direção de incidência, como ilustra a figura A, como ilustra a figura abaixo.

 

Se uma placa plana, do mesmo material do prisma, for colocada entre a fonte de luz e o prisma, nas posições mostradas nas figuras B e C, a luz, ao sair do prisma, será desviada, respectivamente, de ângulos θB e θC, em relação à direção de incidência indicada pela seta. Os desvios angulares serão tais que

a) θA = θB = θC

b) θA > θB > θC

c) θA < θB < θC

d) θA = θB > θC

e) θA = θB < θC

 

03) (UFMG) Observe a figura. Nessa figura, dois espelhos planos estão dispostos de modo a formar um ângulo de 30° entre eles. Um raio luminoso incide sobre um dos espelhos, formando um ângulo de 70° com a sua superfície.

 

Esse raio, depois de se refletir nos dois espelhos, cruza o raio incidente formando um ângulo de:

a) 90°

b) 100°

c) 110°

d) 120°

e) 140°

 

04) (FUVEST-SP) Um espelho plano, em posição inclinada, forma um ângulo de 45° com o chão. Uma pessoa observa-se no espelho, conforme a figura.

A flecha que melhor representa a direção para a qual ela deve dirigir seu olhar, a fim de ver os sapatos que está calçando, é:

a) A

b) B

c) C

d) D

e) E

 

05) (CESGRANRIO) O espelho de um banheiro é comum, plano, feito de vidro. Uma pessoa, em frente a esse espelho, observa a imagem do seu próprio rosto. Assinale a opção que indica corretamente os fenômenos ocorridos com a luz que atravessa o vidro desse espelho para os olhos dessa pessoa, desde o instante em que foi emitida pelo seu rosto, em direção ao espelho.

a) Reflexão

b) Refração

c) Reflexão - Refração - Reflexão

d) Reflexão - Refração - Reflexão - Refração - Reflexão

e) Refração - Reflexão – Refração

 

06) (PUC-MG) Um objeto situado a 20cm de um espelho côncavo forma uma imagem real de tamanho igual ao do objeto. Se o objeto for deslocado para 10cm do espelho, a nova imagem aparecerá a uma distância:

a) 10 cm

b) 15 cm

c) 20 cm

d) 30 cm

e) infinita

 

07) (CESGRANRIO) A vigilância de uma loja utiliza um espelho convexo de modo a poder ter um ampla visão do seu interior. A imagem do interior dessa loja, vista através desse espelho, será:

a) real e situada entre o foco e o centro da curvatura do espelho.

b) real e situada entre o foco e o espelho.

c) real e situada entre o centro e o espelho.

d) virtual e situada entre o foco e o espelho.

e) virtual e situada entre o foco e o centro de curvatura do espelho.

 

08) (FEI-SP) O espelho retrovisor de uma motocicleta é convexo porque:

a) reduz o tamanho das imagens e aumenta o campo visual

b) aumenta o tamanho das imagens e aumenta o campo visual

c) reduz o tamanho das imagens e diminui o campo visual

d) aumenta o tamanho das imagens e diminui o campo visual

e) mantém o tamanho das imagens e aumenta o campo visual

 

09) (PUC-MG) A figura desta questão mostra parte de uma esfera, de raio R, espelhada por dentro e por fora, formando dois espelhos esféricos. Dois objetos luminosos são dispostos diante desses espelhos conforme indicado. A distância entre as imagens produzidas é igual a:

a) 2R

b) 4R/3

c) R/2

d) 3R/5

e) 2R/3

 

10) (FUVEST-SP) Um holofote é constituído por dois espelhos esféricos côncavos E1 e E2, de modo que a quase totalidade da luz proveniente da lâmpada L seja projetada pelo espelho maior E1, formando um feixe de raios quase paralelos. Neste arranjo, os espelhos devem ser posicionados de forma que a lâmpada esteja aproximadamente:

a) nos focos dos espelhos E1 e E2.

b) no centro de curvatura de E‚ e no vértice de E1.

c) no foco de E2 e no centro de curvatura de E1.

d) nos centros de curvatura de E1 e E2.

e) no foco de E1 e no centro de curvatura de E2.

 

11) (MACKENZIE-SP) Um objeto real, colocado perpendicularmente ao eixo principal de um espelho esférico, tem imagem como mostra a figura a seguir. Pelas características da imagem, podemos afirmar que o espelho é:

a) convexo e sua imagem é virtual.

b) convexo e sua imagem é real.

c) côncavo e a distância do objeto ao espelho é menor que o raio de curvatura do espelho, mas maior que sua distância focal.

d) côncavo e a distância do objeto ao espelho é maior que seu raio de curvatura.

e) côncavo e a distância do objeto ao espelho é menor que a distância focal do espelho.

 

12) (FATEC-SP) Um sistema óptico, composto de um elemento reflexivo, gera de um objeto real uma imagem direita e aumentada.

O elemento reflexivo

a) é um espelho esférico convexo, pois a imagem é virtual.

b) é um espelho esférico convexo, com o objeto colocado nas proximidades de seu vértice.

c) é um espelho esférico côncavo, com o objeto colocado entre o ponto focal e o vértice do espelho.

d) é um espelho plano, pois a imagem é direta.

e) forma uma imagem virtual, pois imagens virtuais são sempre aumentadas.

 

13) (PUC-MG) Um objeto colocado a 15 cm de um espelho côncavo forma uma imagem no infinito. Se for colocada uma lente de distância focal 15 cm, distante 30 cm do espelho, aquela imagem formada no infinito agora estará:

a) ainda no infinito.

b) reduzida e a 15 cm do espelho.

c) reduzida e a 30 cm do espelho.

d) ampliada e a 45 cm do espelho.

e) concentrada em um ponto distante 45 cm do espelho.

 

14) (MACKENZIE-SP) Em frente a um espelho esférico côncavo, de centro de curvatura C e foco principal F, são colocados dois objetos, A e B, conforme a ilustração a seguir. A distância entre as respectivas imagens conjugadas de A e B é:

a) 10 cm

b) 20 cm

c) 30 cm

d) 40 cm

e) 50 cm

 

15) (FUVEST-SP) A figura adiante mostra uma vista superior de dois espelhos planos montados verticalmente, um perpendicular ao outro. Sobre o espelho OA incide um raio de luz horizontal, no plano do papel, mostrado na figura. Após reflexão nos dois espelhos, o raio emerge formando um ângulo ∝ com a normal ao espelho OB. O ângulo ∝ vale:

a) 0°

b) 10°

c) 20°

d) 30°

e) 40°

 

16) (VUNESP-SP) Um lápis encontra-se na frente de um pequeno espelho plano E, como mostra a figura. O lápis e a imagem estão corretamente representados na alternativa:

17) (FUVEST-SP) Um feixe de luz é uma mistura de três cores: verde, vermelho e azul. Ele incide, conforme indicado na figura adiante, sobre sua prisma de material transparente, com índice de refração crescente com a frequência. Após atravessar o prisma, a luz atinge um filme para fotografias a cores que, ao ser revelado, mostra três manchas coloridas.

De cima para baixo, as cores dessas manchas são, respectivamente:

a) verde, vermelho e azul.

b) vermelho, azul e verde.

c) azul, vermelho e verde.

d) verde, azul e vermelho.

e) vermelho, verde e azul.

 

18) (FUVEST-SP) A luz solar penetra numa sala através de uma janela de vidro transparente. Abrindo-se a janela, a intensidade da radiação solar no interior da sala:

a) permanece constante.

b) diminui, graças à convecção que a radiação solar provoca.

c) diminui, porque os raios solares são concentrados na sala pela janela de vidro.

d) aumenta, porque a luz solar não sofre mais difração.

e) aumenta, porque parte da luz solar não mais se reflete na janela.

 

19) (FUVEST-SP) Admita que o sol subitamente "morresse", ou seja, sua luz deixasse de ser emitida. 24 horas após este evento, um eventual sobrevivente, olhando para o céu, sem nuvens, veria:

a) a Lua e estrelas.

b) somente a Lua.

c) somente estrelas.

d) uma completa escuridão.

e) somente os planetas do sistema solar.

 

20) (VUNESP-SP) Muitas vezes, ao examinar uma vitrina, é possível observar não só os objetos que se encontram em exposição atrás do vidro, como também a imagem de si próprio formada pelo vidro, A formação dessa imagem pode ser explicada pela.

a) reflexão parcial da luz.

b) reflexão total da luz.

c) refração da luz.

d) transmissão da luz.

e) difração da luz.

 

21) (FATEC-SP) Uma placa retangular de madeira tem dimensões 40cm x 25cm. Através de um fio que passa pelo baricentro, ela é presa ao teto de uma sala, permanecendo horizontalmente a 2,0m do assoalho e a 1,0m do teto. Bem junto ao fio, no teto, há uma lâmpada cujo filamento tem dimensões desprezíveis.

A área da sombra projetada pela placa no assoalho vale, em m2,

a) 0,90

b) 0,40

c) 0,30

d) 0,20

e) 0,10

 

22) (PUCCAMP) Os tamanhos do Sol e da Lua são aparentemente maiores quando próximos ao horizonte do que na posição acima de nossas cabeças. Isso é explicado pelo fato de

a) o índice de refração do ar atmosférico aumentar com a sua densidade.

b) a luz atravessar mais rapidamente os meios densos.

c) a luz se propagar do meio mais refringente para o menos refringente.

d) a luz proveniente do astro no horizonte sofrer reflexão total na atmosfera.

e) a transparência do ar variar com a cor da luz incidente.

 

23) (MACKENZIE-SP) Um raio luminoso monocromático, ao passar do ar (índice de refração =1,0) para a água, reduz sua velocidade de 25%. O índice de refração absoluto da água para esse raio luminoso é de aproximadamente:

a)1,2

b)1,3

c)1,4

d)1,5

e)1,6

 

24) (FUVEST-SP) Em agosto de 1999, ocorreu o último eclipse solar total do século. Um estudante imaginou, então, uma forma de simular eclipses. Pensou em usar um balão esférico e opaco, de 40m de diâmetro, que ocultaria o Sol quando seguro por uma corda a uma altura de 200m. Faria as observações, protegendo devidamente sua vista, quando o centro do Sol e o centro do balão estivessem verticalmente colocados sobre ele, num dia de céu claro. Considere as afirmações abaixo, em relação aos possíveis resultados dessa proposta, caso as observações fossem realmente feitas, sabendo-se que a distância da Terra ao Sol é de 150×106km e que o Sol tem um diâmetro de 0,75×106km, aproximadamente.

I. O balão ocultaria todo o Sol: o estudante não veria diretamente nenhuma parte do Sol.

II. O balão é pequeno demais: o estudante continuaria a ver diretamente partes do Sol.

lII. O céu ficaria escuro para o estudante, como se fosse noite.

 

Está correto apenas o que se afirma em

a) I

b) II

c) III

d) I e III

e) II e III

 

25) (FUVEST-SP) Um raio rasante, de luz monocromática, passa de um meio transparente para outro, através de uma interface plana, e se retrata num ângulo de 30° com a normal, como mostra a figura adiante. Se o ângulo de incidência for reduzido para 30° com a normal, o raio refratado fará com a normal um ângulo de, aproximadamente:

a) 90°

b) 60°

c) 30°

d) 15°

e) 10°

 

26) (CESGRANRIO) Sobre uma lente semi-esférica de vidro incide um raio de luz, cuja direção é paralela ao eixo óptico da lente. Qual dos raios (I, II, III, IV ou V) indicados na figura a seguir que melhor representa a trajetória, no interior da lente, do raio refratado que corresponde a este raio incidente?

a) I

b) II

c) III

d) IV

e) V

 

27) (FUVEST-SP) Um pássaro sobrevoa em linha reta e a baixa altitude uma piscina em cujo fundo se encontra uma pedra. Podemos afirmar que

a) com a piscina cheia o pássaro poderá ver a pedra durante um intervalo de tempo maior do que se a piscina estivesse vazia.

b) com a piscina cheia ou vazia o pássaro poderá ver a pedra durante o mesmo intervalo de tempo.

c) o pássaro somente poderá ver a pedra enquanto estiver voando sobre a superfície da água.

d) o pássaro, ao passar sobre a piscina, verá a pedra numa posição mais profunda do que aquela em que ela realmente se encontra.

e) o pássaro nunca poderá ver a pedra.

 

28) (UFMG) Observe o diagrama.

Nesse diagrama, estão representados um objeto AB e uma lente convergente L. F1 e F2 são focos dessa lente.

A imagem A'B' do objeto AB será

a) direta, real e menor do que o objeto.

b) direta, virtual e maior do que o objeto.

c) direta, virtual e menor do que o objeto.

d) invertida, real e maior do que o objeto.

e) invertida, virtual e maior do que o objeto.

 

29) (FUVEST-SP) A distância entre um objeto e uma tela é de 80cm. O objeto é iluminado e, por meio de uma lente delgada posicionada adequadamente entre o objeto e a tela, uma imagem do objeto, nítida e ampliada 3 vezes, é obtida sobre a tela. Para que isto seja possível, a lente deve ser:

a) convergente, com distância focal de 15cm, colocada a 20cm do objeto.

b) convergente, com distância focal de 20cm, colocada a 20cm do objeto.

c) convergente, com distância focal de 15cm, colocada a 60cm do objeto.

d) divergente, com distância focal de 15cm, colocada a 60cm do objeto.

e) divergente, com distância focal de 20cm, colocada a 20cm do objeto.

 

30) (CESGRANRIO) Em uma aula sobre Óptica, um professor, usando uma das lentes de seus óculos (de grau + 1,0 di), projeta, sobre uma folha de papel colada ao quadro de giz, a imagem da janela que fica no fundo da sala (na parede oposta à do quadro). Para isso, ele coloca a lente a 1,20m da folha. Com base nesses dados, é correto afirmar que a distância entre a janela e o quadro de giz vale:

a) 2,4m

b) 4,8m

c) 6,0m

d) 7,2m

e) 8,0m

 

31) (PUC-MG) Um objeto distante 30cm de uma lente forma uma imagem real a 30cm da lente. Quando o objeto estiver distante de 20cm, a imagem será formada a:

a) 60 cm da lente

b) 30 cm da lente

c) 20 cm da lente

d) 15 cm da lente

e) 5 cm da lente

 

32) (ENEM) Alguns povos indígenas ainda preservam suas tradições, realizando a pesca com lanças, demonstrando uma notável habilidade. Para fisgar um peixe em um lago com águas tranquilas o índio deve mirar abaixo da posição em que enxerga o peixe.

Ele deve proceder dessa forma porque os raios de luz

a) refletidos pelo peixe não descrevem uma trajetória retilínea no interior da água.

b) emitidos pelos olhos do índio desviam sua trajetória quando passam do ar para a água.

c) espalhados pelo peixe são refletidos pela superfície da água.

d) emitidos pelos olhos do índio são espalhados pela superfície da água.

e) refletidos pelo peixe desviam sua trajetória quando passam da água para o ar.

 

33) (Enem) Ao diminuir o tamanho de um orifício atravessado por um feixe de luz, passa menos luz por intervalo de tempo, e próximo da situação de completo fechamento do orifício, verifica-se que a luz apresenta um comportamento como o ilustrado nas figuras. Sabe-se que o som, dentro de suas particularidades, também pode se comportar dessa forma.

Em qual das situações a seguir está representado o fenômeno descrito no texto?

a) Ao se esconder atrás de um muro, um menino ouve a conversa de seus colegas.

b) Ao gritar diante de um desfiladeiro, uma pessoa ouve a repetição do seu próprio grito.

c) Ao encostar o ouvido no chão, um homem percebe o som de uma locomotiva antes de ouvi-lo pelo ar.

d) Ao ouvir uma ambulância se aproximando, uma pessoa percebe o som mais agudo do que quando aquela se

afasta.

e) Ao emitir uma nota musical muito aguda, uma cantora de ópera faz com que uma taça de cristal se despedace.

 

34) (UFCE) “Quando dois ou mais raios de luz vindos de fontes diferentes se cruzam, seguem suas trajetórias de forma independente, como se os outros não existissem.” Este texto caracteriza:

a) O princípio da reversibilidade dos raios de luminosos;

b) O princípio da propagação retilínea da luz;

c) A refração da luz;

d) O princípio da independência dos raios luminosos;

e) A polarização da luz.

 

35) (EFOA-MG) Três feixes de luz, de mesma intensidade, podem ser vistos atravessando uma sala, como mostra a figura.

O feixe 1 é vermelho, o 2 é verde e o 3 é azul. Os três feixes se cruzam na posição A e atingem o anteparo nas regiões B, C e D. As cores que podem ser vistas nas regiões A, B, C e D, respectivamente, são:

a) branco, branco, branco e branco

b) branco, vermelho, verde e azul

c) amarelo, azul, verde e vermelho

d) branco, azul, verde e vermelho

e) amarelo, vermelho, verde e azul

 

36) (Unitau-SP) Um observador A, olhando num espelho plano, vê outro observador B. Se B olhar no mesmo espelho, ele verá o observador A. Este fato é explicado pelo princípio da:

a) propagação retilínea da luz

b) independência dos raios luminosos

c) reversibilidade dos raios luminosos

d) da reflexão

e) refração

 

37) (ITA) Dos objetos citados a seguir, assinale aquele que seria visível em uma sala perfeitamente escura.

a) um espelho;

b) qualquer superfície clara;

c) um fio aquecido ao rubro;

d) uma lâmpada desligada;

e) um gato preto

 

38) (CESGRANRIO) O menor tempo possível entre um eclipse do Sol e um eclipse da Lua é de aproximadamente:

a) 12 horas

b) 24 horas

c) 1 semana

d) 2 semanas

e) 1 mês

 

39) (FUVEST-SP) Admita que o Sol subitamente “morresse”, ou seja, sua luz deixasse de ser emitida. Passadas 24h, um eventual sobrevivente, olhando para o céu sem nuvens, veria

a) a Lua e as estrelas

b) somente a Lua

c) somente estrelas

d) uma completa escuridão

e) somente os planetas do sistema solar

 

40) (UNIRIO-RJ) Numa aula prática de Física foi feito o experimento esquematizado nas figuras I e II, em que o professor alterou a posição da fonte e do observador. Com esse  experimento, o professor pretendia demonstrar uma aplicação da(o):

a) reflexão difusa

b) fenômeno da difração

c) princípio da reflexão

d) princípio da reversibilidade da luz

e) princípio da independência dos raios luminosos

 

41) (UFRG) A formação de sombra evidencia que:

a) a luz se propaga em linha reta

b) a velocidade da luz não depende do referencial

c) a luz sofre refração

d) a luz é necessariamente fenômeno de natureza corpuscular

e) a temperatura do obstáculo influi na luz que o atravessa

 

42) (ETE-SP) Charges fornecem momentos de muita descontração. Algumas nos fazem rir, já outras … Na charge, a luz incide nos objetos e nas pessoas.

 

Verifica-se que, na parede, não há a sombra do ioiô com o qual o menino brinca, pois

I ela está sendo projetada na sombra da pasta que o homem carrega.

II a pasta funciona como um anteparo opaco, impedindo a passagem da luz.

III a luz, que caminha em linha reta, não sofre desvios que permitam a projeção da sombra do ioiô na parede.

 

Está correto o contido em

a) I, apenas

b) III, apenas

c) I e II, apenas

d) I e III, apenas

e) II e III, apenas

 

43) (FGV-SP) O porão de uma antiga casa possui uma estreita clarabóia quadrada de 100 cm2de área, que permite a entrada da luz do exterior, refletida difusamente pelas construções que a cercam. Na ilustração, vemos uma aranha, um rato e um gato, que se encontram parados no mesmo plano vertical que intercepta o centro da geladeira e o centro da clarabóia. Sendo a clarabóia a fonte luminosa, pode-se dizer que, devido à interposição da geladeira, a aranha, o rato e o gato, nesta ordem, estão em regiões de:

a) luz, luz e penumbra.

b) penumbra, luz e penumbra.

c) sombra, penumbra e luz.

d) luz, penumbra e sombra.

e) penumbra, sombra e sombra

 

44) (Puccamp-SP) Há mais de 4000 anos, a pirâmide de Quéops media 233 m na aresta da base. Suponhamos que Tales tenha escolhido uma posição conveniente do Sol, para a qual a medição da sombra da pirâmide fosse adequada, e que tenha fincado uma estaca com 3 m de altura, como mostra a figura.

Nesse instante, a sombra EA da estaca mediu 5 m e a distância de E a M era 127 m. Se M é o ponto médio da aresta da base, então o inteiro mais próximo da altura da pirâmide, em metros, é

a) 150

b) 149

c) 148

d) 147

e) 146

 

45) (Cesgranrio-RJ) O esquema abaixo representa um objeto situado em frente a uma câmara escura  com orifício. No esquema, O é a altura do objeto, P a distância do objeto ao orifício da câmara e P’ a distância do orifício à imagem ou o comprimento da caixa. Esse dispositivo ilustra como funciona uma máquina fotográfica, onde a luz atravessa o diafragma, e atinge o filme, sensibilizando-o. Chamando a altura da imagem formada de i, o gráfico que melhor representa a relação entre i e P é:

 

46) (FCC-BA) O orifício de uma câmara escura está voltada para o céu, numa noite estrelada. A parede oposta ao orifício é feita de papel vegetal translúcido. Um observador que está atrás da câmara, se olhasse diretamente para o céu, veria o Cruzeiro do Sul conforme o esquema I.

Olhando a imagem, no papel vegetal, por trás da câmara, o observador vê o Cruzeiro do Sul conforme o esquema:

a) I

b) II

c) III

d) IV

e) V

 

47) (FCC-BA) Uma sala é iluminada por uma única fonte de luz.  A sombra de um objeto projetado na parede apresenta uma região de penumbra. Essa observação permite concluir que a fonte de luz:

a) tem dimensões maiores que as do objeto

b) tem dimensões menores que as do objeto

c) não é elétrica

d) não é monocromática

e) não é pontual

 

48) (FUVEST-SP) Num dia sem nuvens, ao meio dia, a sombra projetada no chão por uma esfera de 1cm de diâmetro, é bem nítida se ela estiver a 10cm do chão. Entretanto, se a esfera estiver a 200cm do chão, a sombra é muito pouco nítida. Pode-se afirmar que a principal causa do efeito observado é que:

a) o Sol é uma fonte extensa de luz

b) o índice de refração do ar depende da temperatura

c) a luz é um fenômeno ondulatório

d) a luz do Sol contém diferentes cores

e) a difusão da luz no ar “borra” a sombra

 

49) (FGV-SP) O professor pede aos grupos de estudo que apresentem à classe suas principais conclusões sobre os fundamentos para o desenvolvimento do estudo da Óptica Geométrica.

GRUPO I – Os feixes de luz podem apresentar-se em raios paralelos, convergentes ou divergentes.

GRUPO II – Os fenômenos de reflexão, refração e absorção ocorrem isoladamente e nunca simultaneamente.

GRUPO III – Enquanto num corpo pintado de preto fosco predomina a absorção, em um corpo pintado de branco predomina a difusão.

GRUPO IV – Os raios luminosos se propagam em linha reta nos meios homogêneos e transparentes.

 

São corretas as conclusões dos grupos

a) I e III, apenas.

b) II e IV, apenas.

c) I, III e IV, apenas.

d) II, III e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

 

50) (USJ-SP) No instante t = 0, um feixe horizontal de raios luminosos, provenientes da chama de uma vela A, atravessa um pequeno orifício de um fino anteparo e projeta uma pequena mancha luminosa B no anteparo vertical, conforme figura.

As distâncias da chama ao orifício e do orifício ao anteparo são, respectivamente, a e 2a.

Se a vela queima a uma velocidade V’ = 2,0cm/min, então a mancha luminosa se desloca verticalmente sobre o anteparo com velocidade (em cm/min):

a) 1,0

b) 2,0

c) 3,0

d) 4,0

e) 6,0

 

51) (CESGRANRIO) Às 18,0h, uma pessoa olha para o céu e observa que metade da Lua está iluminada pelo Sol. Não se tratando de um eclipse da Lua, então é correto afirmar que a fase da Lua, nesse momento:

a) só pode ser quarto crescente

b) só pode ser quarto minguante

c) só pode ser Lua cheia

d) só pode ser Lua Nova

e) pode ser quarto crescente ou quarto minguante

 

52) (PUCCAMP-SP) A velocidade da luz, no vácuo, vale aproximadamente 3,0.108 m/s. Para percorrer a distância entre a Lua e a Terra, que é de 3,9.105 km, a luz leva:

a) 11,7s

b) 8,2s

c) 4,5s

d) 1,3s

e) 3,7s

 

53) (Enem)

 SEU OLHAR

(Gilberto Gil – 1984)

 

Na eternidade

Eu quisera ter

Tantos anos- luz

Quantos fosse precisar

Pra cruzar o túnel

Do tempo do teu olhar

 

Gilberto Gil usa na letra da música a palavra composta ano-luz. O sentido prático, em geral, não é obrigatoriamente o mesmo que na ciência. Na Física, um ano-luz é uma medida que relaciona a velocidade da luz e o tempo de um ano e que, portanto, se refere a

a) tempo

b) aceleração

c) distância

d) velocidade

e) luminosidade

 

54) (FGV-SP) Os versos a seguir lembram uma época em que a cidade de São Paulo tinha iluminação a gás:

 

“Lampião de gás!

Lampião de gás!

Quanta saudade

Você me traz.

Da sua luzinha verde azulada

Que iluminava a minha janela

Do almofadinha, lá na calçada

Palheta branca, calça apertada”

(Zica Bergami)

 

Quando uma “luzinha cor verde azulada” incide sobre um cartão vermelho, a cor da luz absorvida é:

a) verde e a refletida é azul

b) azul e a refletida é verde

c) verde e a refletida é vermelha

d) verde azulada e nenhuma é refletida

e) azul e a refletida é vermelha

 

55) (FEPECS-DF) Um homem tem 1,80m de altura. A relação entre os tamanhos das imagens formadas numa câmara escura através de um orifício, quando o indivíduo se encontra, respectivamente, às distâncias de 48m e 72m será de:

a) 3,5

b) 3,0

c) 2,5

d) 2,0

e) 1,5

 

56) (UFTM-MG) Para medir distâncias utilizando-se das propriedades geométricas da luz, um estudante providencia uma caixa cúbica, de aresta 16 cm. Após pintar o interior com tinta preta, faz um orifício no centro de uma das faces e substitui a face oposta ao orifício por uma folha de papel vegetal. Feito isso, aponta o orifício para uma porta iluminada, obtendo dela uma imagem nítida, invertida e reduzida, projetada sobre a folha de papel vegetal. Sabendo-se que a altura da imagem observada da porta é 14 cm e que a altura da porta é 2,15 m, conclui-se que a distância aproximada, em metros, entre o orifício da caixa e a porta é:

a) 0,9.

b) 1,8.

c) 2,5.

d) 3,5.

e) 4,8.

 

57) (PUCCAMP-SP) A coloração das folhas das plantas é determinada, principalmente, pelas clorofilas a e b – nelas presentes –, que são dois dos principais pigmentos responsáveis pela absorção da luz necessária para a realização da fotossíntese.

O gráfico abaixo mostra o espectro conjunto de absorção das clorofilas a e b em função do comprimento de onda da radiação solar visível. Com base nessas informações, é correto afirmar que, para realizar a fotossíntese, as clorofilas absorvem, predominantemente,

a) o violeta, o azul e o vermelho, e refletem o verde.

b) o verde, e refletem o violeta, o azul e o vermelho.

c) o azul, o verde e o vermelho, e refletem o violeta.

d) o violeta, e refletem o verde, o vermelho e o azul.

 

58) (CPS-SP) Um menino de 1,5 m de altura produz uma sombra de 50 cm. No mesmo instante, um prédio próximo ao menino produz uma sombra de 20 m. A altura do prédio, em metros, é

a) 20

b) 30

c) 50

d) 60

e) 80

 

59) (FGV-SP) Um feixe luminoso de raios paralelos, que se propaga em um meio óptico homogêneo, incide sobre uma superfície que separa o primeiro meio de um segundo, passando a se propagar neste.

Substituindo-se o segundo meio óptico por um vidro fosco e translúcido, e admitindo que os raios de luz nele penetrem, estes perdem o paralelismo, podendo-se dizer que nessa situação ocorreu uma

a) reflexão difusa.

b) reflexão regular.

c) refração difusa.

d) refração regular.

e) absorção difusa.

 

60) (FGV-RJ) Sob a luz solar, Tiago é visto, por pessoas de visão normal para cores, usando uma camisa amarela, e Diana, um vestido branco.

Se iluminadas exclusivamente por uma luz azul, as mesmas roupas de Tiago e Diana parecerão, para essas pessoas, respectivamente,

a) verde e branca.

b) verde e azul.

c) amarela e branca.

d) preta e branca.

e) preta e azul.

 

61) (UECE-CE)  Uma fonte de luz monocromática puntiforme ilumina um disco e projeta sua sombra em uma parede. Considere obdiâmetro do disco muito maior que o comprimento de onda da luz. O disco está a uma distância de um metro da parede e sua sombra tem um perímetro perfeitamente circular, com área quatro vezes a área do disco. Assim, a distância entre a fonte de luz e a parede, em metros, é

a) 4/3.

b) 4.

c) 2.

d) 3/4.

 

62) (ENEM-MEC) Para que uma substância seja colorida ela deve absorver luz na região do visível. Quando uma amostra absorve luz visível, a cor que percebemos é a soma das cores restantes que são refletidas ou transmitidas pelo objeto. A figura 1 mostra o espectro de absorção para uma substância e é possível observar que há um comprimento de onda em que a intensidade de absorção é máxima. Um observador pode prever a cor dessa substância pelo uso da roda de cores (Figura 2): o comprimento de onda correspondente à cor do objeto é encontrado no lado oposto ao comprimento de onda da absorção máxima.

Qual a cor da substância que deu origem ao espectro da figura 1?

a) Azul.

b) Verde.

c) Violeta.

d) Laranja

e) Vermelho.

 

63) (UFPR-PR) Para se calcular a intensidade luminosa L, medida em lumens, a uma profundidade de x centímetros num determinado lago, utiliza-se a lei de Beer-Lambert, dada pela seguinte fórmula:

Qual a intensidade luminosa L a uma profundidade de 12,5 cm?

a) 150 lumens.

b) 15 lumens.

c) 10 lumens.

d) 1,5 lumens.

e) 1 lúmen.

 

64) (UEPB-PB) “O olho humano tem dois tipos de células fotossensíveis localizadas na retina: os bastonetes, sensíveis, e os cones sensíveis que fornecem a frequência da luz, ou seja as cores. A visão em cores é determinada pela existência, em nossos dois órgãos visuais. de três tipos de cones. Um deles é mais sensível à luz vermelha: outro. à luz verde: e o terceiro, a luz azul”. (Texto extraído de: Vários autores. Física, 2° ano. 1’ cd. São Paulo: Editora P.D., 2010. Coleção quanta física; v. 1)

Pedro, João e Maria, que usam camisas nas cores branca, vermelha e verde, respectivamente, vão assistir a um filme, e, ao entrarem na sala de cinema, esta encontra-se iluminada por uma luz monocromática verde. No interior da sala, as camisas de Pedro, João e Maria serão vistas, respectivamente. nas cores

a) verde, verde e verde.

b) verde, preta e verde.

c) verde, vermelha e verde.

D) branca, preta e verde.

e) branca, vermelha e verde.

 

65)  Analise as proposições a seguir sobre a reflexão da luz:

I – O fenômeno da reflexão ocorre quando a luz incide sobre uma superfície e retorna ao seu meio original;

II – Quando ocorre reflexão difusa, a imagem formada é bastante nítida;

III – Na reflexão regular, os raios de luz propagam-se de forma paralela uns aos outros;

IV – Quando a luz é refletida por uma superfície, o ângulo de reflexão é sempre igual ao ângulo de incidência da luz.

 

Estão corretas:

a) I, II e III apenas

b) I, III e IV apenas

c) I, II e IV apenas

d) II, III e IV apenas

e) todas afirmativas estão corretas

 

66) (FEI) Uma câmara escura de orifício fornece a imagem de um prédio, o qual se apresenta com altura de 5 cm. Aumentando-se de 100m a distância do prédio à câmara, a imagem reduz-se para 4 cm de altura. Qual é a distância entre o prédio e a câmara, na primeira posição?

a) 100 m

b) 200 m

c) 300 m

d) 400 m

e) 500 m

 

67) (Unitau) Dois raios de luz, que se propagam em um meio homogêneo e transparente, interceptam-se em certo ponto. A partir desse ponto, pode-se afirmar que:

a) os raios luminosos cancelam-se.

b) mudam a direção de propagação.

c) continuam propagando-se na mesma direção e sentindo que antes.

d) propagam-se em trajetórias curvas.

e) retornam em sentidos opostos.

 

68) (UFAL) A figura representa um feixe de raios paralelos incidentes em uma superfície S e os correspondentes raios emergentes:

Essa figura ilustra o fenômeno óptico da:

a) dispersão.

b) reflexão difusa.

c) refração.

d) difração.

e) reflexão regular.

 

69) (UNIFOR-CE) As figuras seguintes representam os perfis de três lentes de vidro, envolvidas pelo ar:

 

Pode-se afirmar que:

a) todas são convergentes.

b) todas são divergentes.

c) I e II são convergentes e III é divergente.

d) II e III são convergentes e I é divergente.

e) I e III são convergentes e II é divergente.

 

70) (UFMG) A figura a seguir representa dois raios de luz, paralelos ao eixo principal de uma lente de vidro, envolvida pelo ar, incidindo nela:

 

Ao emergir da lente, estes raios de luz:

a) convergem no centro óptico da lente.

b) divergem do centro óptico da lente.

c) convergem no foco da lente.

d) convergem para um ponto mais próximo da lente que o foco.

e) divergem de um ponto mais próximo da lente que o foco.

 

71) Seja F (figura abaixo) uma fonte sonora ou luminosa que emite ondas em direção ao dióptro AR – ÁGUA, conforme esquema:

 

Podemos afirmar que:

a) Se F for fonte luminosa, o caminho provável dos raios será próximo de F I B.

b) Se F for fonte sonora, o caminho provável das onda será próximo de F I B.

c) Independentemente do fato de a fonte F ser luminosa ou sonora, o caminho das ondas será F I A.

d) Se F for fonte luminosa ou sonora, as ondas farão o caminho F I B.

e) Se F for fonte sonora não ocorrerá o fenômeno de refração.

 

72) (UNIFOR) Para responder à questão que segue, utilize o esquema e as informações abaixo.

 

S – representa a superfície de separação entre os meios transparentes e homogêneos I e II. r1, r2 e r3 – representam raios luminosos

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas da seguinte frase:

Se r1, r2 e r3 forem, respectivamente, raios ____________, ____________ e ____________, o meio I é mais  _______________ que o meio II.

a) incidente – refletido – refratado – refletor

b) refratado – incidente – refletido – refringente

c) incidente – refletido – refratado – refringente

d) refletido – refratado – incidente – refringente

e) refletido – refratado – incidente – refletor

 

73) (UFF) Um raio de luz monocromática atravessa três meios ópticos de índices de refração absolutos n1, n2 e n3,  conforme a figura:

 

Sendo paralelas as superfícies de separação do meio 2 com os outros dois meios, é correto afirmar que:

a) n1 > n2 > n3

b) n1 > n3 > n2

c) n2 > n3 > n1

d) n2 > n1 > n3

e) n3 > n1 > n2

 

74) (UEL – PR) A figura abaixo representa um raio de luz que passa do ar para um cristal transparente de índice de refração 1,5 em relação ao ar. O seno do maior ângulo de refração (r) que pode ser obtido nesse sistema tende a:

 

 a) 0

b) 0,20

c) 0,50

d) 0,67

e) 1,0

GABARITO: 01B –  02 – 03D – 04B – 05E – 06E – 07D – 08A – 09E – 10E – 11D – 12E – 13E – 14D – 15C -16A – 17E – 18E – 19C – 20A – 21A – 22A – 23B – 24A – 25D – 26C – 27A – 28B – 29A – 30D – 31A – 32E – 33A – 34D – 35D – 36C – 37C – 38D – 39C – 40D – 41A – 42E – 43D – 44E – 45A – 46C – 47E – 48A – 49C – 50D - 51A – 52D – 53C – 54D – 55E – 56C – 57A – 58D – 59C – 60E – 61C – 62E – 63D – 64B - 65B- 66D - 67C - 68B - 69E - 70C - 71B - 72B - 73B - 74D.